“Engenheiros biológicos do MIT desenvolveram uma linguagem de programação que pode ser usada para dar novas funções a E. coli.”

Este mês a equipa da NEBLetter esteve à conversa com o Dr. Simão Soares. Engenheiro Informático, com um Mestrado em Bioinformática, passou pela DTU (Technical University of Denmark) e, mais tarde, acabou por fazer uma pós-graduação na Nova School of Business and Economics. Já colaborou com a Universidade do Minho nas áreas da Bioinformática e Biologia de Sistemas, sendo atualmente CEO da SilicoLife, uma empresa que trabalha na criação de soluções de Biologia Computacional para as Ciências da Vida.

IST_A_RGB_POS
tec1
logo
ordem-engenheiros